Terça, 25 de abril de 2017
Logo

Acesso ao Painel

cadastre-se | esqueci minha senha

  • Leitura
    A A
  • Imprimir
  • Indique nosso site

Editorial

O culto à saúde e ao corpo perfeito tem sido uma tônica durante a última década. Atualmente, cada vez mais é empregado o conceito da prática do exercício como fator fundamental para melhora da qualidade de vida e do envelhecimento. Em virtude disto, é cada vez maior o número de esportistas que, por vezes, não se preparam de uma maneira correta, quer para a prática esportiva recreativa, quer para a prática esportiva competitiva, fazendo com que as lesões musculares, ósseas, tendíneas e articulares ocorram de uma maneira crescente, sendo motivo de consulta nas diversas áreas da medicina.

Reumatologistas, ortopedistas, clínicos e médicos do esporte são unânimes em afirmar que a grande maioria destas lesões poderiam ser evitadas ou prevenidas com orientações simples e precisas.

De uma maneira geral, as lesões músculo-tendíneas-ligamentares ocorrem por erro de treinamento, mal adequação ao tipo de esporte, má preparação física, aquecimento inadequado, sobrecargas musculares, má alimentação ou excesso de treinamento.

Prevenir o aparecimento destas lesões e a incapacidade, muitas vezes gerada por elas, é o propósito de todos aqueles que estão engajados de uma maneira séria, nas diretrizes sugeridas pelo programa da Organização Mundial de Saúde intitulado "Bone and Joint Decade".

Nosso objetivo é tentar de uma maneira simples e direta, prestar dentro do possível, um esclarecimento à todos aqueles que acessarem as nossas páginas.

Sempre que tiver dúvidas sobre sua saúde procure um médico especialista de sua confiança. Ele é o profissional indicado para lhe orientar.

NÃO TOME MEDICAMENTOS SEM QUE SEJAM PRESCRITOS POR SEU ESPECIALISTA.

Dr. Antonio Carlos Novaes (Reumatologista)
Assistente Estrangeiro da Fac. de Med. de Paris